Por que meu cachorro está se coçando sempre? Causas e Soluções

Os cães se coçam por vários motivos, às vezes até sem motivo real, a não ser para passar o tempo. O termo médico para essa coceira é  prurido .

Mas essa sensação de prurido também pode ser devido a vários fatores, como parasitas, infecções bacterianas secundárias ou mesmo alergias. 

Quando a coceira do seu cão sai do controle, pode realmente estar relacionada a alergias alimentares ou itens ambientais, incluindo mofo e pólen.

Os cães também podem desenvolver uma irritação na pele chamada  dermatite de contato  quando em contato com substâncias como pesticidas ou sabonetes que eles não suportam. 

Então, para  entender melhor seu cão e sua coceira, vamos nos aprofundar mais no assunto.

QUAIS SÃO OS MOTIVOS?

Para começar, é bom lembrar que seu cão é adepto de cuidar de si mesmo, o que inclui arranhões ocasionais para se livrar de insetos e outros irritantes. Mas se você notar que seu cão está se coçando regularmente ao longo de vários dias ou se notar que sua pele está inflamada, isso pode indicar um problema mais sério.

Pulgas e carrapatos

Se você notar coceira excessiva em seu cão, verifique primeiro se há pulgas e carrapatos. Esses  parasitas  alimentados pelo sangue realmente usam cães como hospedeiros e podem se manter em qualquer lugar.

Quando se trata de  carrapatos , eles podem passar despercebidos por um tempo, até que estejam completamente ingurgitados e grandes o suficiente para serem identificados e eliminados.

Lembre-se de  que esses insetos irritantes podem transmitir uma grande variedade de doenças que são perigosas para o seu cão e que ele pode ser infectado por elas. Portanto, é importante procurá-los durante a temporada de carrapatos e sempre que seu cão entrar em uma área potencialmente infestada.

As pulgas são menos perigosos, mas igualmente desconfortáveis. Uma infestação desse tipo pode causar coceira e reações cutâneas graves, às vezes exigindo cuidados veterinários.

Alguns cães podem ter  reações alérgicas a picadas de  pulgas, que causam áreas inflamadas que são muito doloridas, queda de cabelo, inchaço e até infecção. Às vezes, os carrapatos são mais fáceis de detectar do que se você os procurar regularmente.

No entanto, em cães de pêlo comprido e cor escura, pode ser necessária uma ajuda extra.

Por exemplo, penteie o pelo do seu cachorro com um pente para pulgas limpo para ter certeza de que não é isso.

As pulgas também podem ser vistas em seu cão ou em suas áreas de descanso, como camas e cestos.

Portanto, se você der banho em seu cão e notar uma cor avermelhada escura na água, as pulgas são quase sempre a causa.

Controlar pulgas e carrapatos em seu cão não é apenas um benefício para ele, mas também pode beneficiar você e sua família.

As pulgas, em particular, podem migrar para outros hospedeiros e infestar toda a sua casa. Se você não quer que seu cachorro coça, certamente não quer que você ou sua família também sejam infectados. 

Conselho:  Depois de um passeio ao ar livre e especialmente no seio da natureza, faça uma inspeção no seu cão e em todos os membros da sua família.

O melhor tratamento para pulgas e carrapatos é a prevenção.

Como esses parasitas podem ser muito desagradáveis ​​e perigosos para o seu cão, é recomendável que você use agentes preventivos contra pulgas e carrapatos com a frequência recomendada pelo veterinário. Manter essas pragas afastadas é muito mais fácil do que tentar eliminar uma infestação já existente.

Verifique também com seu veterinário se os xampus medicamentosos e os agentes preventivos estão na dosagem correta e se são seguros para o seu cão.

Existem muitas opções disponíveis para você ao escolher a prevenção de parasitas: medicamentos tópicos, coleiras contra pulgas e carrapatos, sprays, bem como xampus especiais. 

Alergias a comida 

Assim como os humanos, os cães podem ser alérgicos a quase tudo. Se você não consegue encontrar pulgas ou carrapatos e seu cão ainda tem coceira na pele, você pode estar lidando com algum tipo de alergia.

Antes de iniciar qualquer tratamento, é melhor verificar com seu veterinário para descobrir a que seu cão pode ser alérgico. As alergias alimentares, no entanto, são uma das alergias mais raras em cães.

Elimine a alergia alimentar por eliminação ou através do seu veterinário.

As alergias alimentares, embora raras, são muito reais. Poderá então ser necessário proceder à eliminação para determinar os ingredientes aos quais o seu cão é alérgico.

Você também pode ligar para o seu veterinário para fazer testes, verificar se a proteína não é o gatilho e se o seu cão está recebendo nutrição adequada. 

Alergias ambientais

Se o seu cão ainda estiver com coceira, mas não tiver pulgas ou alergia alimentar, ele pode estar sujeito a alergias ambientais, como o pólen.

Uma mudança nutricional pode não trazer muito alívio, mas seu veterinário pode recomendar um alimento terapêutico para melhorar a saúde e a pele de seu cão. Lembre-se de que seu veterinário terá as melhores sugestões para lidar com alérgenos ambientais.

Dependendo da  gravidade  da coceira do seu cão, o tratamento pode variar de mínimo a intensivo, indo além de apenas um método.

Medicamentos  orais simples  , por exemplo, podem ser perfeitos durante as piores épocas do ano, junto com a higiene regular.

A  dessensibilização por  injeção também pode ajudar alguns cães. Claro, injeções de esteróides e medicamentos mais fortes são sugeridos se a coceira do seu cão persistir. Mas seja qual for a causa, consulte seu veterinário antes de resolver o problema por conta própria.

Proteja seu cão de alergias ambientais.

Todos os cães precisam sair e se exercitar. Portanto, não é prático mantê-los completamente longe do pólen, por exemplo. Eliminar a fonte de alergias ambientais pode ser extremamente difícil, mas não impossível.

Para cães com coceira na pele, limpar ou lavar as patas e o estômago depois de sair de casa é uma ótima maneira de reduzir a irritação.

Se o seu cão brincou ao ar livre o dia todo, considere dar-lhe um banho completo. Existem muitos xampus condicionadores e até lenços umedecidos especialmente desenvolvidos para remover o pólen e reduzir a irritação.

Lembre-se, no entanto, de que muitos banhos podem sair pela culatra, pois seu cão pode acabar com a pele seca e com coceira devido à lavagem excessiva.

NÃO IMPORTA QUAL O MOTIVO PARA COCEIRAS EXCESSIVAS, CONSULTE O SEU VETERINÁRIO

Seu cão pode coçar por vários motivos, embora os dois fatores mais comuns de coceira excessiva sejam parasitas e alergias.

Portanto, sempre procure o conselho de um veterinário quando notar coceira em seu cão.

Não dê nenhum medicamento antes do exame e das instruções do seu veterinário.

Embora o tratamento possa ser rápido e fácil, a última coisa que você deseja é tomar uma decisão errada que provoque outra reação.

Conclusão:  Enquanto pulgas e carrapatos são facilmente tratáveis ​​com produtos preventivos (que podem ser adquiridos em diferentes formas), as alergias alimentares são tratadas limitando ou eliminando certos alimentos. As alergias ambientais são mais difíceis de tratar, mas podem ser facilmente tratadas com bom senso e com o conselho de seu veterinário.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos mais vistos