Como cuidar dos cachorros durante a pandemia ?

Diante da crise de saúde que afeta o mundo e das medidas de contenção que estão se tornando cada vez mais rígidas, muitos donos de cães estão se perguntando sobre as ações certas a serem adotadas com seus animais. 

Existem medidas de segurança específicas para donos de cães? Ainda podemos levar nossos companheiros para fora de casa? Meu cachorro pode ser um perigo para mim, minha família e outras pessoas?

Vamos responder a todas as suas perguntas com este guia de sobrevivência para pais de cães em confinamento.

PASSO N° 1: ENVIE A MENSAGEM CERTA

Nestes tempos de medo e incerteza, é fundamental agir como cidadão responsável e abafar discursos que podem causar pânico. 

Compartilhe massivamente a mensagem certa. Como o próprio governo lembrou em um comunicado à imprensa: “Todas as fontes científicas, com a Organização Mundial da Saúde em mente, concordam: Covid-19 não afeta animais de estimação como cães e gatos, e eles não estão envolvidos na propagação desta epidemia. “ 

PASSO N° 2: NÃO ABANDONE O SEU ANIMAL!

Como visto anteriormente, não há razão para desistir do seu cão por causa do coronavírus. 

A maioria de vocês (e felizmente) dirá a si mesmo: “isso nem é preciso dizer! “

No entanto, a ignorância, o pânico e a desinformação já fazem com que os pais de cães ajam de forma irracional.

boy kissing dog laying on grass

PASSO N ° 3: PASSEIE COM SEU CÃO RESPEITANDO AS MEDIDAS EM VIGOR

Com o pedido de confinamento, muitos donos de cães também estão se perguntando se podem levar seu companheiro para sair.

A resposta é sim … mas com ressalvas! Atualmente, está autorizado a levar o cachorro para passear, mas sob certas condições.

Sua caminhada deve ser curta e deve ser feita individualmente. À medida que continuamos repetindo; evite o contato tanto quanto possível.

Esta derrogação autoriza, nomeadamente, “viagens curtas, perto de casa, associadas à atividade física individual das pessoas, com exclusão de qualquer actividade desportiva coletiva e às necessidades dos animais de estimação”.

PASSO N° 4: ADOTE AS AÇÕES DE BARREIRA

Claro, isso se aplica a todos e não apenas aos donos de cães. 

Apesar de tudo, é melhor relembrar as boas práticas mais do que não o suficiente:

  • Lave as mãos regularmente
  • Tossir ou espirrar em seu cotovelo
  • Cumprimente-se sem apertar as mãos e evite abraços
  • Use lenços descartáveis
  • Usar uma máscara 

Além disso, evite o contato com animais desconhecidos e sempre lave as mãos depois de acariciar um cachorro.

PASSO Nº5: INCLUA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO NA PREPARAÇÃO DE EMERGÊNCIA 

Seu cachorro é um verdadeiro membro da família. Portanto, é natural incluí-lo na preparação para emergências.

Sempre planeje estocar comida de cachorro nas próximas duas semanas. 

Indique também uma pessoa que poderia cuidar do seu animal de estimação se você sair de casa.

Por fim, anote os números de emergência e reúna os documentos administrativos do seu cão em caso de saída repentina ou doença.

PASSO N° 6: CONTINUAR A OFERECER UM NÍVEL DE EXERCÍCIO SUFICIENTE AO SEU CÃO

Não é o coronavírus ou o confinamento que deveriam estar impedindo você de obter o nível de exercícios que seu cão necessita. 

O confinamento é a oportunidade perfeita para brincar com o seu companheiro que ficará mais do que feliz com a sua presença em casa. 

Por exemplo, faça exercícios educacionais e ensine truques para estimular sua mente e canalizar sua energia.

E, claro, dê a ele todo o amor que ele merece.

Boa contenção e boa sorte a todos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos mais vistos